Estratégias, Finanças, Geração X, Y e Z, Gestão empresarial, Marca, Mundo virtual

Negócio virtual ou presencial?


 

Com o avanço dos negócios no ambiente digital, muitos consideram de forma equivocada que esse ambiente é fácil e simples de empreender , até pelo fato de alguns sucessos terem sido destacados pela mídia.

O detalhe disso é que o ambiente dos negócios está mais volátil tanto para o sucesso ou para o fracasso, além de já existir a cultura, no Brasil, do empreendedor serial, ou seja, aquele que empreende  estrategicamente,  para depois vender o próprio empreendimento.

Vou  apresentar inicialmente algumas diferenças e similaridades entre empreender no comércio eletrônico e no presencial, quanto aos aspectos: ponto comercial, marca e aspectos legais.

Ponto comercial

Presencial

  • Escolha da localização estrategicamente de acordo com o produto, serviço a ser comercializado e o público-alvo.
  • Análise da infraestrutura do local que precisa atender a abordagem definida, além do custo benefício de investimento de reforma.
  • Dispêndios quanto ao investimento inicial e as despesas fixas, tais como, aluguel, IPTU, alvará de funcionamento, licença do corpo de bombeiros, energia, telefone, segurança, etc.

Virtual

  • Plataforma e hospedagem do site estável, que não tenha histórico de ter deixado páginas fora do ar.
  • Escolha de construir de forma customizada o site e ou escolher templates pré-formatados que tenha a ver com abordagem comercial definida, além do custo benefício com relação ao engajamento dos clientes.
  • Dispêndios quanto ao investimento inicial e as despesas fixas, tais como, mensalidade da hospedagem do site, aluguel do depósito, IPTU, alvará de funcionamento, licença do corpo dos bombeiros, energia, telefone, segurança, etc.

Nome comercial

Presencial

  • Definição do nome da empresa e sua logomarca.
  • Proteção da marca no INPI.
  • Pagamento do decênio do INPI para exclusividade de uso da marca.

Virtual

  • Definição do nome da empresa, logomarca e domínio livre na internet.
  • Proteção da marca no INPI.
  • Pagamento do decênio do INPI para exclusividade de uso da marca.
  • Pagamento da anuidade para exclusividade do domínio.

Legalização da empresa

Presencial

  • CNPJ, Inscrição estadual, endereço comercial, alvará de funcionamento, licença do corpo dos bombeiros e outros aspectos legais,  de acordo com segmento de atuação.

Virtual

  • Além do endereço eletrônico, precisa do endereço físico para o CNPJ, Inscrição estadual, endereço comercial, alvará de funcionamento, licença do corpo dos bombeiros e outros aspectos legais de acordo com segmento escolhido.

Aspecto legal do consumidor

Presencial

  • Cumprir e ter para fácil acesso o direito do consumidor.

Virtual

  • Seguir o direito do consumidor e decreto 7962, além de monitorar os ajustes da legislação que está sendo elaborada.

 

Diante do exposto pode-se observar que vai fazer a diferença conhecer sobre o mercado consumidor para melhor tomar as decisões dessas questões iniciais. No próximo artigo serão abordadas outras questões quanto a diferenças e similaridades entre o comércio eletrônico e presencial.

Anúncios
Avaliação de ponto comercial, Comportamento do consumidor, Diferencial estratégico, Gestão empresarial, Marca, Memória, Mercado, Mundo virtual, redes sociais

Sua empresa está geolocalizada?


No dias atuais muitos empreendimentos formais tradicionais ou não, pontos históricos ou locais interessantes para serem visitados precisam estar geolocalizados, caso você queira  ser encontrado na sociedade atual.

Essa sociedade inclusa digitalmente utilizam a internet para se localizar, pesquisar, traçar rotas e planejamentos de viagens, além de poderem fazer escolhas com as alternativas que aparecem em suas telas.

A partir dessa geolocalização as pessoas começam a curtir e divulgar esses espaços que visitaram, em outras palavras, fazem a propaganda de boca a boca pela web.

Esse mundo é sem fronteira e poderá contribuir até as pessoas que não moram na cidade localizem facilmente e vejam a opinião das pessoas a respeito da localização.

Alguns sites para vocês pesquisarem e para ontem registrarem a existência suas empresas:

http://maps.google.com.br/maps?hl=pt-BR&tab=wl

https://foursquare.com/

https://www.facebook.com/TravellerspointTravelMap

http://www.tripadvisor.com.br/

E outros que vocês venham considerarem interessantes e estratégicos para seus negócios.

Comportamento do consumidor, Gestão empresarial, Marca

Saiba escolher o nome de fantasia da sua empresa


Muitos pais, às vezes, passam um tempo para escolher o nome do filho e/ou da filha que está para nascer. Conversam sobre os nomes que acham bonito e seus significados, nomes representativos da história familiar ou de alguma personalidade que impactou suas histórias de vidas – mas sempre um nome que represente um sentido importante.

É dessa forma que devemos pensar o nome da empresa, mas nossa conversa deverá percorrer os seguintes aspectos:

  • Perfil do público-alvo: idade, classe social, estilo de vida, aspectos culturais,etc.
  • Serviços ou produtos que serão oferecidos pela empresa.
  • Valores e princípios presentes na vida profissional dos sócios.
  • Quais as necessidades que serão atendidas, quando os clientes usufruem dos seus produtos e serviços.
  • Quais os resultados gerados do usufruto dos produtos e serviços.
  • Quais os atributos explícitos e implícitos aos produtos e/ou serviço que serão oferecidos: experiência, tradição, inovação, rapidez, modernidade, customização etc.

O nome fantasia da sua empresa e as mensagens desenvolvidas para socializar a empresa junto ao público-alvo terá que contemplar e expressar esses aspectos.

Outros pontos relevantes para escolha são: 

  • Evitar nomes que: 
    •  fomentem duplo sentido;
    •  grem dúvida quanto a pronúncia
    • de difícil leitura
  • O ideal seria que a palavra ou palavras venham compor o nome da empresa, expressando o que o empreendimento irá comercializar ou prestar serviço.

Se você possui muitas dúvidas sobre que nome escolher, leia tudo isso novamente, pegue uma folha de papel em branco e escreva todos os nomes que venham à sua cabeça. Nomes que venham expressar sua vontade de atender a necessidade de seus potenciais clientes – agora, sem julgamento ou crítica!

Depois de fazer essa lista, reveja e retire os nomes já existentes no mercado e enumere aqueles que você mais gostou e que, em poucas palavras, falam mais sobre a sua empresa.

A segunda lista criada com essa análise, é importante você pesquisar no INPI (http:www.inpi.gov.br), para checar se já existe registro de marca com os potenciais nomes escolhidos.

A partir disso, também defina e proteja sua marca com o registro no INPI.

Sucesso!

E que a sua marca tenha impacto para os seus clientes.