Contratação, E-commerce, Gestão de serviços, métricas, Mercado, Mundo virtual

E-commerce: saiba escolher sua plataforma de pagamento


Os empresários de e-commerce, geralmente,precisam tomar uma decisão de como vai vender e receber de seus clientes.  De forma simples, pode-se escolher facilitadores de pagamento on-line e/ou gateway. channel Os facilitadores de pagamentos on-line são plataformas que assumem toda a responsabilidade e seguro contra-fraude do processo de venda e recebimento. A loja não precisa fazer contratos com os adquirentes (instituições financeiras, bandeiras de cartão de crédito, boleto bancário, etc). Tudo fica pela gestão desse facilitador de pagamento, além da análise cadastral do cliente, averiguação do meio escolhido de pagamento, análise de risco, etc. Já gateway, são plataformas que automatiza a transação de pagamento on-line e poderá ter um processo  pré-definido a ser configurado na loja virtual. Geralmente, a loja também precisa contratar outra empresa para gerenciamento de fraudes. Um grande detalhe, a loja virtual terá que fazer o contrato individualizado com as modalidades de pagamento (adquirentes) que pretende oferecer para os clientes. Depois dessa primeira escolha de ter um ou duas formas: facilitador de pagamento e  gateway. Você deve questionar, solicitar simulação e negociar os seguintes aspectos dos potenciais fornecedores:

  • Taxas das transações financeiras: a vista e a prazo
  • Variação da taxa quanto ao volume, grau de risco, ticket médio de venda e faturamento
  • Prazo de recebimento financeiro após a transação da venda tenha sido efetivada
  • Custos de antecipação de recebimentos
  • Taxas fixas e outras despesas contratuais
  • Processo de integração com a plataforma da loja virtual
  • Orientação e suporte para instalação e manutenção
  • Tipos e prazos de relatórios gerenciais entregues

Essas informações contribuirá para contratar a empresa mais adequada para sua realidade e proposta de negócio.

E-commerce, Gestão empresarial, métricas, Mercado, Statups

Monitore seu e-commerce!


A cada dia que passa, avança a profissionalização de práticas no meio digital. A maioria dos empreendimentos que utiliza um canal digital possui várias formas de medir os resultados efetivos, para sua tomada de decisão gerencial.

Mas, para medir é necessário ter clareza sobre as estratégias. Também, saber mensurar com efetividade.

Seguem algumas dicas de métricas para que você, empreendedor, conheça os resultados de seu e-commerce:

  • Taxa de conversão: número de visitantes x compras efetivadas
  • Compras por ano: número de compras feitas / ano
  • Ticket médio por carrinho de compra
  • Percentual de abandono, ou seja, a desistência no ato da compra
  • Custo de aquisição de clientes: custos para captação de clientes x compras efetivas
  • Receita por cliente
  • TAGs: palavras importantes que direcionam o tráfego de clientes para sua página
  • Principais termos de pesquisa: termos e expressões que poderão resultar em tráfego, promovendo – ou não – receita.
  • Eficácia nos mecanismos de recomendações: quando você utiliza essa proposta
  • Viralidade: percentual de cliques que se promovem o acesso para a compra efetiva
  • Listas eficazes de discussão: quando se possui um espaço para os clientes conversarem sobre suas experiências com o produto e serviço, que poderá estimular o acesso para a compra efetiva.

E outras formas de mensurar que, de acordo com sua atuação, venham a ser importante para medir a efetividade da sua gestão no seu e-commerce.