Contratação, E-commerce, Gestão de serviços, métricas, Mercado, Mundo virtual

E-commerce: saiba escolher sua plataforma de pagamento


Os empresários de e-commerce, geralmente,precisam tomar uma decisão de como vai vender e receber de seus clientes.  De forma simples, pode-se escolher facilitadores de pagamento on-line e/ou gateway. channel Os facilitadores de pagamentos on-line são plataformas que assumem toda a responsabilidade e seguro contra-fraude do processo de venda e recebimento. A loja não precisa fazer contratos com os adquirentes (instituições financeiras, bandeiras de cartão de crédito, boleto bancário, etc). Tudo fica pela gestão desse facilitador de pagamento, além da análise cadastral do cliente, averiguação do meio escolhido de pagamento, análise de risco, etc. Já gateway, são plataformas que automatiza a transação de pagamento on-line e poderá ter um processo  pré-definido a ser configurado na loja virtual. Geralmente, a loja também precisa contratar outra empresa para gerenciamento de fraudes. Um grande detalhe, a loja virtual terá que fazer o contrato individualizado com as modalidades de pagamento (adquirentes) que pretende oferecer para os clientes. Depois dessa primeira escolha de ter um ou duas formas: facilitador de pagamento e  gateway. Você deve questionar, solicitar simulação e negociar os seguintes aspectos dos potenciais fornecedores:

  • Taxas das transações financeiras: a vista e a prazo
  • Variação da taxa quanto ao volume, grau de risco, ticket médio de venda e faturamento
  • Prazo de recebimento financeiro após a transação da venda tenha sido efetivada
  • Custos de antecipação de recebimentos
  • Taxas fixas e outras despesas contratuais
  • Processo de integração com a plataforma da loja virtual
  • Orientação e suporte para instalação e manutenção
  • Tipos e prazos de relatórios gerenciais entregues

Essas informações contribuirá para contratar a empresa mais adequada para sua realidade e proposta de negócio.

Anúncios
Consultoria, Contratação, Gestão de serviços, Gestão empresarial

Consultoria: pacotes fechados ou serviço customizado?


Diariamente observa-se o número de empresas de consultoria no mercado. Muitas dessas empresas estão voltadas para seus serviços que são especializados e se esquecem da real necessidade dos clientes. Isso me faz lembrar a máxima de Henry Ford que dizia que os clientes poderiam escolher qualquer cor de carro, desde que seja preto.

Muitas empresas provocam e oferecem “carros pretos” como sendo a melhor solução ou salvação para seus potenciais clientes. Não que suas soluções sejam ruins, mas querem enquadrar os clientes de suas formas e isso pode até gerar um resultado de imediato, mas não a longo prazo. Cada empresa possui sua própria dinâmica e lógica de atuação.

As empresas de consultoria precisam refletir e entender a dinâmica de como explorarem a sua oportunidade de negócio para depois compartilhar e discutir com o(s) proprietário(s) as causas e efeitos dos problemas identificados, além de possíveis soluções a serem adaptadas para a realidade da empresa.

O verdadeiro consultor irá desmistificar seu conhecimento para o sistema cliente e identificar a melhor forma de implementar soluções na empresa. Agora tudo isso, junto o proprietário, pois é esse que vai continuar gerenciando a empresa e manter as melhorias implementadas.

Reflitam, seja você consultor ou empresário que pretende contratar uma consultoria. – A intervenção sempre será uma tomada de decisão e ação conjunta: consultor e cliente.

Contratação, Empresário, Gestão de serviços

Contratando profissionais especializados


Na busca da melhoria contínua da empresa, os empresários se deparam com suas limitações e, conseqüentemente, com a necessidade de contratar a prestação de serviço de um especialista.contrato

A contratação de uma prestação de serviço especializado, com o objetivo de dar apoio na realização de melhorias na empresa, é positiva quando o empresário tem a clareza do que se quer e quando todos os envolvidos na decisão estão concordando e dispostos a contribuir no que for necessário.

Nesse processo faz-se necessário solicitar a proposta de prestação de serviços ao profissional a ser contratado. A proposta deverá conter no mínimo: objetivo da prestação de serviço, as atividades a serem realizadas, as metodologias de execução, os produtos a serem entregues, o prazo de realização do serviço, valor do investimento e considerações quanto à necessidade de investimento extra a ser realizado e não contemplado na proposta. No momento da solicitação da proposta, verificar a experiência profissional na prestação de serviços e suas referências quanto aos trabalhos realizados.

Com a proposta nas mãos é importante analisar as informações explicitadas e realizar uma ou mais reuniões de esclarecimentos quanto:

  • O produto entregue ao finalizar o serviço, tais como, relatório de diagnóstico, manuais, rotinas, software, portifólios etc
  • Os resultados a serem alcançados e quando.
  • Como acontecerá a execução.
  • Quais as informações necessárias a serem disponibilizadas.
  • Quanto tempo o próprio empresário e ou funcionários terão que disponibilizar na execução.

Nunca contrate sem ter as informações acima, pois elas irão ajustar suas expectativas e evitar insatisfações para com o serviço prestado. Por sua vez, o profissional que se preza terá também o interesse de realizar os devidos esclarecimentos para o sucesso do trabalho.

Boa-sorte nas suas contratações.