Empreendedor, Oportunidade de negócio, Plano de negócio

O novo olhar para fontes de oportunidades de negócios


O não consumo ou falta de produtos adaptados para as pessoas que não estão consumindo? Eis a questão…

Os questionamentos sobre oportunidade de negócios já avançaram para perspectiva de identificar mercado: pessoas, locais, regiões e países que não estão consumindo.

Internacionalmente, tem-se voltado o olhar para os países que pertencem ao grupo BRIC – Brasil, Rússia, Índia e China. Esse olhar vai além dos potenciais clientes de classe A e B. Agora, segue para áreas consideradas zona de pobreza ou para as classes sociais C, D e E.  Ao buscar atender essas últimas classes sociais citadas, as áreas de marketing e publicidade estão tendo que rever suas estratégias de atuação e até “retroceder” em ferramentas utilizadas.

O marketing visceral é o que mais tem efetividade: experimentar e sentir os produtos. E gerar inclusão dos produtos em eventos culturais e religiosos na localidade desse público, gerar adaptações e demonstrar possibilidade de consumo diante de suas realidades.

Pode-se observar essa situação, como por exemplo, no Brasil. Sem entrar em questionamentos de políticas sustentáveis de desenvolvimento, de programas como o Bolsa-família, a inclusão de uma parcela da população no mundo do consumo e que as empresas não sabem ainda lidar, tais como: preferência, ticket médio, análise de crédito, propagandas mais próximas a essas pessoas, etc. Até algumas emissoras de televisão tentaram fazer vários programas com periferias das grandes cidades para conhecer e entender a dinâmica desse novo mercado, com insights psicográficos.

A vantagem competitiva das empresas está no conhecimento, compreensão, empatia, antecipando e servindo melhor a seus clientes. E ‘percepção humana’ é o que irá conduzir as marcas globais do futuro. Nuances culturais, certamente, prevalecerão. Mas, a compulsão das novas gerações em ser um cidadão global poderá conduzir o pensamento criativo de todos a algo em comum com os demais países. Diante disso, podemos refletir que o mundo é plano. E assim é o marketing.

Oportunidade de negócio, Plano de negócio

Identificar oportunidade de negócios


Muitas pessoas ficam a procura de uma oportunidade de negócio que lhe transforme em um empresário de sucesso de um dia para o outro. Na vida existe exceção, e essa é uma delas. Todo sucesso do empresário advém de muito esforço, perseverança e a capacidade de identificar a oportunidade e o momento certo de explorá-la.

 Esta capacidade deve ser advinda do próprio empreendedor pelo seguinte motivo:

  • Com o dinamismo do mercado, o empreendedor precisa ter habilidade e capacidade de identificar oportunidade para inovar o empreendimento, de captar parcerias, de realizar promoções, de lançar novos produtos, etc.
  • A oportunidade de negócio precisa estar alinhada com a capacidade técnica e gerencial do empreendedor
  • O empreendedor precisa se identificar com a oportunidade de negócio, quanto à rotina de trabalho, horários de funcionamentos, conhecimento específico sobre o demanda do empreendimento, etc.

 Toda oportunidade de negócio começa através de insight de alguma idéia que poderá ser uma potencial oportunidade. O insight poderá ser por meio dos seus próprios conhecimentos, experiências, noticiários, conversas nos ambientes social ou familiar, viagens, eventos e outras situações vivenciadas que poderão contribuir para lhe despertar suas idéias. É importante, sempre, fazer a seguinte pergunta interiormente: que oportunidade de negócio eu posso ter com essa… (situação, contexto, notícia, etc)? 

 

A idéia negocial só passa para ser oportunidade de negócio, quando você investe tempo e energia para detalhá-la, além, é claro, quando tem pessoas que queiram pagar para usufruir sua idéia (produto ou serviço irá oferecer).

 

Definida a oportunidade, é importante validá-la quanto à sua permanência no mercado, e o momento certo de explorá-la.

Inicialmente, você precisa avaliar se a oportunidade segue tendências de mercado, se haverá cliente “hoje” e no futuro, além de analisar o cenário econômico. Caso essa análise seja favorável, haverá possibilidade de sucesso.  Logo, comece a construir um plano de negócio!