Finanças, Mercado, Oportunidade de negócio, Planejamento, Plano de negócio

Quero comprar uma empresa, o que faço?


Algumas pessoas querem comprar um empresa em funcionamento, mas não sabem qual o valor justo a ser pago.  Geralmente, escutam as seguintes frases para justificar o preço: “ o valor do ponto comercial é…”,  “vendo com tudo….”, “vendo de porteira fechada…”, “você está comprando uma empresa que tem um faturamento de R$…..” e outras expressões e frases que vão diversificar de acordo as expressões regionais.

Quando emitem o preço que supostamente vale a empresa, você precisa saber o que se estar comprando, tais como:

  • o imóvel;
  • o direito de realizar uma atividade comercial naquele local;
  • a marca;
  • os equipamentos, móveis, estoque e o direito de comercializar no local que a empresa já funcionava; e
  • outros itens relacionados a empresa.

Neste artigo, vamos comentar sobre  a valorização de uma pequena empresa que já está em funcionamento e se pretende vender ou comprar.

Para isso, faz-se  necessário, inicialmente:

1. Listar todos os móveis, equipamentos e utensílios . Após esse levantamento, pesquisar o valor justo que alguém compraria.

2. Fazer o levantamento da situação financeira da empresa:

  • faturamento;
  • imposto;
  • comissão de venda;
  • custo da mercadoria vendida;
  • custo fixo;
  • pagamento de empréstimos;
  • pagamento de dívidas, etc.

3. Rever o cenário em que se encontra a empresa:

  • desenvolvimento econômico do local;
  • entrada e saída de concorrentes na localidade;
  • grau de rivalidade entre a concorrência;
  • tendência de mercado do segmento em que a empresa está inserida;
  • crescimento ou decréscimo do faturamento da empresa;
  • aumento ou redução da quantidade de clientes; e
  • outras questões que estejam relacionadas com a empresa.

4. Listar a carteira de cliente:

  • Quantos clientes existem cadastrados na empresa?
  • Quantos clientes deixaram de comprar na empresa?
  • Quantos clientes continuam comprando na empresa?

5. Levantar os indicadores econômicos

  • Qual o PIB do Brasil, do estado e da cidade?
  • Qual a tendência de crescimento ou decréscimo do PIB?
  • Qual o grau de endividamento da população?
  • Qual o grau de investimo sendo realizado na localidade?
  • Quais as taxas e juros estipuladas para aplicações financeiras?

Existe outras informações além das indicadas acima, mas essas são as básicas para ponderar a valorização da empresa.

A partir desses levantamentos, elabore  a projeção financeira  em um fluxo de caixa e calcule o valor presente líquido da seguinte forma:

=  Faturamento

–     Imposto

–     Comissão de venda

–     Custo da mercdoria vendida

=  Receita Bruta
 ou margem de contribuição

–     Custos fixos (aluguel + funcionários + encargos + material de expediente+ material de limpeza + manutenção predial + depreciação do imobilizado + assinaturas de revistas + transporte + vale transporte + segurança + pró-labore + provedor + telefone fixo e móvel + segurança + publicidade + água + energia elétrica, etc)

= Lucro

Faça essa conta mês a mês ou ano a ano em uma planilha eletrônica (excel) e utilize a função financeira chamada  valor presente líquido (VPL). Para o cálculo, é necessário indicar a taxa mensal ou anual, de acordo com o período indicado acima. A taxa a ser indicada deve ser coerente com o  as informações levantadas do item 5. Não esqueça que essa projeção financeira precisa ser resultado de todas as informações indicadas nos itens 1 a 5.

Enfim, você poderá considerar o valor da empresa  como a soma do valor a ser pago dos produtos, móveis, equipamentos e utensillios valorados  e o resultado do valor presente liquido da projeção calculada.

Boa sorte e fique a vontade para comentar e tirar dúvidas!

Anúncios