Comportamento do consumidor, Cultura Organizacional, Gestão empresarial, Mercado

Depois que você conhece seus clientes…


Depois de conhecer bem o perfil do seu cliente, agora é a vez de repensar toda sua estrutura operacional da empresa.

E analisar se sua empresa, literalmente, está orientada para o cliente ou para si!
Como próximo passo, consolide todas as informações do mapa de empatia construído a respeito do seu cliente e verifique:

  • Como o cliente pode encontrar sua empresa?
  • Sua abordagem (ou abordagens) de relacionamento corresponde à real necessidade do cliente?
  • Se você oferece os valores, serviços, atendimento que eles almejam?

O que precisa ser mantido, reciclar ou mudar na sua estrutura operacional para que a abordagem de atendimento e relacionamento com o cliente funcione bem?

  • Processo de pagamento
  • Política de preço
  • Qualidade dos produtos e serviços
  • Horário de funcionamento
  • Procedimentos e políticas de atendimento que promova conveniência e bem-estar ao cliente
  • Processo logístico
  • Perfil de funcionários que corresponda com os clientes
  • Gerência empática para com o cliente
  • Capacitação para desenvolver competências orientadas para o cliente, envolvendo o empresário, gerentes e funcionários
  • Fornecedores e parceiros que correspondam com o propósito e valor sua empresa se propõem.
  • E outras questões inerentes ao seu segmento.

Perceba que toda estrutura operacional deve assegurar o que você propõe no relacionamento com o cliente, fazendo acontecer uma gestão empreeendedora.

Anúncios
Comportamento do consumidor, Gestão empresarial, Inovação, Marca, Mundo virtual, Planejamento

Mundo digital: uma alternativa para sua empresa


O mundo digital há várias possibilidades de gerar negócios e mostrar sua empresa para o mundo. – É um mundo sem fronteira!

No Brasil e no mundo já existem vários eventos, livros e manuais virtuais que discutem sobre software livre e redes sociais. O questionamento é se as pequenas empresas, em geral, já despertaram para oportunidade de utilizá-las com o objetivo de tornarem conhecidas, ampliarem seu mercado, além de construírem relacionamentos com clientes.

Para utilizar bem essas ferramentas é preciso que as empresas estejam dispostas para ouvir a opinião dos clientes sobre a empresa e seus produtos. Essa disposição contribuirá para aprimorar seus produtos e serviços, além de ser uma bela oportunidade de se ter uma pesquisa qualitativa com seus clientes ao construir esse canal de comunicação. Escolher as ferramentas e redes sociais, tais como blogs, twitter, orkut, facebook, linkedin, youtube, videolog, flicks, slideshare,digg, delicious, googlemaps e tantas outras; faz necessário brifar o mercado que se quer atingir.

É necessário detalhar o perfil de clientes: gênero, idade, estilo de vida, renda e outros aspectos que definam o cliente de seus produtos.

Depois, defina quais os objetivos para utilizar as ferramentas gratuitas do mundo virtual, como por exemplo, divulgar produtos e serviços, indicar localização da empresa, construir relacionamento com clientes, testar produtos a serem lançados, pesquisar opinião e sugestões dos clientes, etc. – Para cada objetivo, existirá uma ferramenta ideal, de acordo com o perfil do seu cliente. Não deixe passar a janela da oportunidade de sua empresa estar presente e torná-la conhecida neste mundo sem fronteira.